🕗 Tempo de leitura: 4 minutos

Visto que se trata de uma profissão em ascensão, resolvemos explicar o passo a passo sobre o que precisa para ser corretor de imóveis.

Primeiramente queremos ressaltar que se faz necessário estudo, dedicação e paixão pela profissão.

Sendo assim, com esses pequenos ingredientes você tem a oportunidade de ganhos altíssimos.

Já parou para pensar quanto ganha um corretor de imóveis iniciante?

Vamos então desde o início.

O que Precisa Para Ser Corretor de Imóveis

Imagem dividida ao meio. Na esquerda, o corretor de imóveis está feliz e segurando uma xícara de café. Na direita, a corretora olha para lado com o celular na mão em um dia ensolarado

Passo 1: Ingressando em um curso de corretor de imóveis profissionalizante

Fica claro que para iniciar esse primeiro passo, você antes precisa ter concluído 18 anos e adquirido a certificação de conclusão do Ensino Médio.

Posteriormente, escolher se prefere iniciar em um curso de TTI (técnico em transações imobiliárias) ou iniciar um curso superior de Tecnológico de Ciências Imobiliárias ou Gestão de Negócios Imobiliários.

Para saber tudo a respeito da profissão leia também: Corretor de Imóveis de Alta Performance

Cursos de TTI

O curso técnico é concluído em menos tempo e com custos menores.

Levando isso em conta, é um dos mais procurados por quem deseja ingressar na profissão.

Para exemplificar, o curso de TTI pode ter duração variada de 4 a 18 meses e depende do seu ritmo de estudo.

Existem escolas por todo o Brasil que disponibilizam vagas para cursos inteiramente online, presencial e semi presencial (apenas as provas são aplicadas presencialmente).

O Instituto Universal Brasileiro te disponibiliza todas as opções com os devidos valores e formas de pagamento. Existe também o Ibrep, que é especialistas em cursos de formação e especialização de corretores de imóveis.

Os valores podem variar, dependendo do tipo de curso deseja ingressar e de instituição. Por isso, faça uma pesquisa na sua cidade e antes de tudo, verifique se a escola que escolheu está devidamente regulamentada.

Curso Tecnológico de Ciências Imobiliárias ou Gestão de Negócios Imobiliários

Assim como o curso técnico, este de ensino superior dá ao candidato a opção de ingressar de forma presencial ou à distância (poucos casos).

O custo entretanto, é um pouco mais elevado que o curso técnico e a duração pode variar entre 2 a 4 anos (caso opte pelo bacharelado).

Antes de escolher a instituição, certifique-se de que ela está devidamente regulamentada.

Você pode acessar o site do Ministério de Educação e Cultura para isso.

Atualmente o curso em questão no formado EAD (estudo a distância) está disponível apenas em universidades particulares.

Como é o caso da Universidade Cidade de São Paulo. Por isso, algumas delas, não abrem vagas a todo o semestre. Se informe!

Vale lembrar que o curso dispõe de disciplinas fundamentais para sua atuação no mercado, tais como:

  • Direito e Legislação
  • Administração e Contabilidade
  • Noções de arquitetura
  • Matemática Financeira
  • Administração de Imóveis e Locação
  • Parcelamento do Solo Urbano e Suas Diversas Forma
  • Sistema Registral e Notarial

Contudo, estudantes do curso de negócios imobiliários a distância devem ser organizados e disciplinados para seguir o cronograma de estudos e cumprir os prazos de entrega das atividades.

Passo 2: Fazendo seu primeiro estágio como corretor de imóveis

5 corretores entre homens e mulheres lado a lado com o punho levantado em sinal de vitória e união.

Como em qualquer curso técnico ou universitário, antes da sua conclusão e recebimento do certificado, se faz necessário algumas horas de estágio.

O aluno antes de mais nada, deverá solicitar ao CRECI do seu estado o registro de estágio.

Essa solicitação pode ser feita online, no site do CRECI do seu estado. Por exemplo, o CRECI-SP disponibiliza facilmente o acesso a inscrição de estágio.

Em média, as horas a serem cumpridas se aproximam de 130 e para receber seu certificado, deve-se apresentar o relatório do ‘corretor responsável’, devidamente assinado confirmando o cumprimento de toda carga horária.

Com toda a certeza, você deve procurar uma imobiliária conceituada na sua cidade para iniciar e deverá ter um responsável técnico.

O responsável técnico é um corretor já credenciado e que será responsável por te orientar e instruir de forma gratuita.

Como todo inicio de jornada profissional, os ganhos iniciais são menores, porém não existem limites para os bons profissionais.

Um estagiário ganha em média em torno de R$ 800 à R$ 1.300. Podendo claro, variar de região para região e de acordo com o nicho de atuação da imobiliária.

Leitura obrigatória: Dicas para o Corretor de Imóveis Iniciante: 4 Regras Básicas

Passo 3: Obtendo o CRECI definitivo

Logo após concluir seu estágio e seu curso profissionalizante, está finalmente na hora de obter seu registro no CRECI.

De fato, ter concluído seu curso ainda não o torna Corretor de Imóveis sendo assim, são necessárias algumas questões burocráticas junto ao CRECI do seu estado.

O primeiro passo, é fazer o pedido formal para seu registro, isso pode ser feito online também. No site do CRECI-SP basta acessar aqui.

Após preencher o formulário, deve-se seguir algumas etapas:

  • Imprimir e assinar o formulário online
  • Juntar a documentação necessária (será indicada no site)
  • Realizar o pagamento da Taxa Administrativa (boleto impresso junto com a inscrição)

Em seguida, deverá protocolar o pedido na sede do Conselho ou na Delegacia Regional/Seccional mais próxima da sua casa.

Para isso, o atendimento é feito com hora marcada, o que fica mais fácil. Se informe melhor no Conselho do seu Estado.

A inscrição fica em média em torno de R$ 600,00 (pode variar de estado para estado) e também será o mesmo valor da anuidade que você precisará pagar.

Da averiguação dessa documentação, até a solenidade de entrega, estima-se um prazo de 30 a 45 dias para a conclusão.

Uma vez que isso ocorra, em uma solenidade organizada pelo CRECI você vai receber a sua carteira profissional de corretor de imóveis.

Passo 4: Definindo a área de atuação como corretor de imóveis

Agora, nesse momento. Você já é um corretor de imóveis, devidamente regulamentado e precisa então definir, com qual área de atuação se sente mais confortável para trabalhar.

  • Imóveis rurais
  • Imóveis comerciais
  • Imóveis na planta
  • Lançamento
  • Locação
  • Venda de imóveis usados

Ou seja, existe uma infinidade de opções!

Além disso, é importante também escolher se vai trabalhar para uma imobiliária ou seguir “carreira solo” como corretor de imóveis autônomo.

Em conclusão, é fato que o processo todo requer trabalho, mas não há dúvidas do quanto gratificante é!

Boa sorte e não se esqueça de deixar seu comentário sobre como está sendo a sua experiência e quando pretende se tornar corretor de imóveis.

Gostou do artigo? Compartilhe nas redes sociais!

Deixe uma Resposta

Works with AZEXO page builder