🕗 Tempo de leitura: 3 minutos

Primeiramente, a pergunta chave para quem deseja se tornar um corretor de imóveis é justamente: Quanto tempo dura a faculdade de negócios imobiliários. Por isso, pensando em esclarecer um pouco sobre a formação do profissional no mercado imobiliário, resolvemos escrever esse artigo.

Para saber tudo a respeito da profissão leia também: Corretor de Imóveis de Alta Performance

Faculdade de negócios imobiliários: Tecnológico ou Bacharelado?

Mulher de cabelo escuro, usando óculos estudando para a faculdade de negócios imobiliários. Diversos livros sob a mesa.

Com a finalidade de expandir a formação do corretor de imóveis, existem dois tipos de curso superior.

O tecnológico e o de bacharelado. Em ambos os casos, além da formação o profissional precisa se registrar no Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI).

Como o próprio nome sugere, o curso tecnológico, forma um ‘técnico em negócios imobiliários’. Tem em média duração de 2 anos e mensalidades à partir de R$ 99.

Aliás, o profissional que deseja se tornar um corretor de imóveis, pode escolher entre concluir sua formação de forma presencial ou a distância.

No caso de optar pelo EAD (estudo à distância) , nosso conselho é que verifique antes se a faculdade escolhida é reconhecida pelo MEC. Uma vez que essa é a garantia para validação do certificado em todo o território nacional.

Por exemplo, o SENAC disponibiliza o curso devidamente reconhecido.

Certamente iniciar o curso à distância possibilita ao candidato conciliar a sua rotina para se especializar na área.

Por outro lado, existe o curso de nível superior, para que o profissional se torne ‘bacharel em negócios imobiliários’. Nesse caso, o curso tem duração média de 4 anos e é possível fazê-lo tanto de forma presencial quando EAD.

A grade curricular de ambos os cursos são muito semelhantes. Incluindo:

  • Administração de imóveis e locação
  • Contabilidade
  • Legislação tributária
  • Direito empresarial
  • Estudos arquitetônicos
  • Análise de custos

Como proceder durante o curso?

Logo que iniciar seu curso, seja para tecnólogo ou bacharel, indicamos que se dirija ao CRECI da sua região para se informar sobre a ‘carteira de estágio’. De certo, esse passo é tão importante quanto se preocupar em quanto tempo dura a faculdade de negócios imobiliários.

Por isso, para o curso rápido, com duração de 2 anos, aconselhamos iniciar quase junto o estágio em uma imobiliária ou escritório. Justamente porque o CRECI exige uma carga minima de 128 horas de estágios cumpridos e assinados.

Ao término do seu curso essa documentação juntamente com o diploma precisa ser apresentado ao órgão para expedir o seu registro.

Sobretudo, é de suma importância cumprir essas horas de estágio para adquirir experiência.

É possível encontrar imobiliárias especializadas nas mais diversas áreas de atuação e dessa maneira, você pode aumentar seu leque de opções.

Porque fazer um curso para de corretor de imóveis?

Moça negra com cabelo afro, muito feliz por ter concluído o curso de negócios imobiliários.

Em primeiro lugar, como falamos anteriormente é somente através do curso de capacitação que o profissional terá ‘permissão’ para ingressar no Conselho Regional e assim, iniciar suas atribuições na venda, compra ou locação de imóveis.

Certamente o objetivo é formar profissionais capazes de instruir seus clientes com ou sem qualquer conhecimento sobre o mercado imobiliário.

É também através da graduação no curso de negócios imobiliários que o corretor de imóveis pode posteriormente procurar outras especializações, como por exemplo: ‘curso de avaliador de imóveis’.

Lembrando que se tornar um corretor de imóveis pode te proporcionar:

  • Estabilidade financeira
  • Horários flexíveis de trabalho
  • Autonomia
  • Ganhos ilimitados

Para ter mais algumas dicas sobre as vantagens de se tornar um corretor de imóveis, escrevemos um artigo Dicas para o corretor de imóveis iniciante: 4 regras básicas. Confere lá!

Onde trabalhar após a faculdade de negócios imobiliários?

Mesmo que exista queda no mercado de trabalho, o ramo imobiliário é um dos poucos que tem a capacidade para manter um índice de crescimento satisfatório.

Por isso, existe uma grande migração de profissionais de outras áreas para o setor.

Com o propósito de abranger a visão sob área de atuação do profissional nesse mercado, vamos listar algumas opções:

  • Construtoras
  • Imobiliárias
  • Cartórios de Registro de Imóveis
  • Empresas de loteamento e urbanização
  • Instituições financeiras (na área de crédito imobiliário)
  • Corretor de Imóveis Autônomo

O mercado profissional está aquecido e é muito promissor. De acordo com a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança houve um aumento de 30% na compra e construção de imóveis.

O profissional deve estar preparado para atuar com planos de ação. Onde garantem um melhor aproveitamento da oferta e procura no mercado imobiliário. Bem como, orientar seus clientes, desde a escolha de um terreno até as condições de ocupação do bairro ou região.

Além, claro de garantir a seus clientes bons contratos e boas condições de pagamento em suas negociações.

Por fim, ter bom conhecimento do mercado imobiliário, comercial, industrial e residencial de cada região.

Desejamos boa sorte em sua jornada!

Gostou do artigo? Compartilhe nas redes sociais!

Deixe uma Resposta

Works with AZEXO page builder